KACOU 50 : A ORDEM NA IGREJA

(Pregada na quarta-feira a noite 8 de novembro de 2006 em Adjamé, Abidjan - Costa do Marfim)

1 Disse-vos que Israel era o maior lugar de prostituição física e espiritual sobre toda a face da terra. Mais abominável que Hollywood e o Vaticano. Vocês veem? Isso é o que é Israel hoje. Se um país abençoar o Israel, é muito bom, mas o Israel que é necessário abençoar para ser abençoado é espiritual e é a Igreja viva ao redor da Mensagem do seu tempo. Senão, não vos digo para não terem compaixão com Israel, mas se vocês estão contra os palestinos e contra Hezbollah isto quer dizer que estão contra Deus e que estarão contra Elias e Moisés aquando do ministério de Apocalipse 11 porque estes dois exprimirão também em palavras o que os palestinos e o Hezbollah fazem hoje…

2 E gostaria de ler-vos algo esta noite: [Ed: Irmão Philippe lê numa folha] « Milhares de homossexuais preparam-se para desfilar esta sexta-feira 10 de novembro de 2006 em Jerusalém… o procurador geral do Estado de Israel, Menahem Mazouz, autorizou este desfile domingo a noite «para que o princípio da liberdade de expressão fosse respeitado». «É uma vitória para a democracia israelita e a tolerância», imediatamente tem clamado os representantes de Jerusalém Open House (JOH), organização das lésbicas e de homossexuais israelitas. «Determinamo-nos a agir de modo que esta marcha tenha lugar. Não será provocante. Não haverá nem tanques carnavalescos nem homens nus, e aquilo não se passará na vizinhança de igrejas, de sinagogas ou de mesquitas», indicou à AFP a presidente das lésbicas, Elena Canetti. «Vamos mobilizar mais de doze mil polícias esta sexta-feira em Jerusalém para assegurar a segurança dos participantes nesta marcha de homossexuais», declarou na rádio militar o comandante em chefe da polícia israelita Moshé Karadi. Há cerca de meses, durante os preparativos da marcha, o grande rabino sefardita de Israel, Moshé Amar, tinha dirigido uma carta ao papa Bento XVI para pedir-lhe o seu apoio contra essa manifestação.

3 Nestes últimos meses, folhetos foram distribuídos em Jerusalém, prometendo um prémio de 4.500 dólares para qualquer pessoa que matar um sodomita. Em 2005, aquando do quarto desfile homossexual em Jerusalém, um fanático Judeu ultra ortodoxo tinha apunhalado três participantes e tinha sido condenado a doze anos de prisão. Paradoxalmente, o «Gay Pride», os desfiles de homossexuais e de lésbicas desenrola-se, no entanto, cada ano em Telavive sem incidente, num ambiente de carnaval. O Israel legalizou a homossexualidade em 1988, e os direitos dos casais homossexuais são reconhecidos lá pelos tribunais »… [Ed: Irmão Philippe falou de Israel na pregação: Epístola para a Noiva de Cristo]. Eu penso que são estas coisas que os cristãos deviam procurar combater ao invés de ir em peregrinação em Israel.

4 Agora eu gostaria de responder duas perguntas… a primeira pergunta é: «Irmão Philippe, a Mensagem diz que não pode haver dois profetas sobre a terra no mesmo momento enquanto que Atos 13:1 diz: «Ora havia em Antióquia, na congregação que estava ali, os profetas e os doutores…». E Atos 15:32 diz… «E Judas e Silas que também eram profetas, exortaram os irmãos por vários discursos e os fortificaram».

5 Bem! É muito simples! Há, no meu conhecimento, o caso excepcional de Elias e Moisés que a Bíblia anunciou desde Génesis e através de cada livro da Bíblia até Apocalipse 11. E Deus anunciou isso de antemão para que isso não fosse uma confusão. Senão, em qualquer tempo era um só profeta mensageiro para um mesmo povo. Vocês veem? Mas contra isso, Elias e Moisés estarão juntos, na mesma obra, no mesmo Espírito como vocês e eu aqui.

6 E mesmo o facto que seja Elias e Moisés é um mistério que se Deus quiser explicarei um dia… e há um segundo mistério pelo facto de que eles vieram na visão de 24 de abril de 1993. É o mesmo mistério em Daniel 12:5, Zacarias 4:11, Mateus 17:3 e outros em cumprimento de Zacarias 12:10. Vocês veem? É diferente! Senão, só há um profeta mensageiro que é o pai da era ou geração. E este ministério é assegurado por uma só pessoa ao mesmo tempo sobre a terra! [Ed: A congregação diz: « Amém! »].

7 Mas fora disso, podem existir centenas de apóstolos, centenas de profetas de igreja, centenas de doutores, centenas de evangelistas sobre a terra em relação com Efésios 4:11. Observem que o versículo diz: «Ora havia em Antióquia, na congregação que estava lá, profetas e doutores…». Vocês veem? «Os profetas e os doutores»! Trata-se de Efésios 4:11. Podem ter recebido chamadas, mas se forem de Deus, a sua Mensagem será a do profeta mensageiro vivo do seu tempo. A Bíblia os chama no Antigo Testamento: «os filhos dos profetas». Deus pode mesmo dizer-lhes: «Pregarás o Evangelho puro» ou «Iluminarás a terra» fazendo referência à Mensagem do profeta mensageiro vivo do seu tempo. E se este profeta de efésios não for paciente, lançar-se-á antes do tempo e trará a morte como Moisés…

8 Deus pode falar-lhes como aos filhos dos profetas em 2 Reis 2, mas se forem realmente de Deus e tiverem o Espírito de Deus, pouco importa a sua popularidade, a sua riqueza ou a sua dimensão ou o seu nível académico, eles virão para o profeta mensageiro do seu tempo. [Ed: A congregação diz: « Amém! »]. Em 2 Reis, vemos que já eram profetas antes de Eliseu, mas quando Elias deixou a cena e Eliseu tomou o lugar, eles vieram para Eliseu e disseram: « Envie-nos aqui! Envie-nos lá! Vem conosco! ». E não no tempo de Elias, mas é, sobretudo, no tempo do Eliseu que se revelaram muitos. Vocês veem? E Deus meteu-lhes sobre o coração de irem procurar Elias e pressionaram Eliseu como se pressiona um camarada. Deus fez isso a fim de quando eles não encontrassem Elias, e que eles saberiam que, Elias não está mais sobre a terra, eles possam respeitar inteiramente a autoridade do ministério de Eliseu. E eles conformaram-se com a Palavra porque eram animados com o mesmo Espírito que Eliseu. [Ed: A congregação diz: « Amém! » ].

9 E no mundo inteiro, cada nação, cada cidade, eles estavam lá! A Bíblia diz: Os filhos dos profetas que estavam em Betel saíram para Eliseu… os filhos dos profetas que estavam em Gilgal saíram para Eliseu… Os filhos dos profetas que estavam em Jericó aproximaram-se para Eliseu… e quando Elias foi raptado, a Bíblia diz que os filhos dos profetas foram para Eliseu e prosternaram-se sob a terra diante dele! E um dia, é um deles que Eliseu enviou para ungir Jeú. Você diz: «Oh, Irmão Philippe, eles não são profetas! » Sim Irmão! São profetas, mas profetas de Igreja. Profetas dentro da Igreja. É diferente do profeta mensageiro.

10 Vamos ler 2 Reis 9:1 a 4: « depois o profeta Eliseu chamou um dos filhos dos profetas, e disse-lhe: Cinge os teus lombos, toma na mão este vaso de azeite e vai a Ramote-Gileade; quando lá chegares, procura a Jeú, filho de Jeosafá, filho de Ninsi; entra, faça que ele se levante do meio de seus irmãos, e leva-o para uma câmara interior. Toma, então, o vaso de azeite, derrama-o sobre a sua cabeça, e diz: Assim diz o Senhor: Ungi-te rei sobre Israel. Então abre a porta, foge e não espere. Foi, pois, o jovem profeta, a Ramote-Gileade. [Ed: A congregação diz: « Amém! »]. E quando chegou, eis que os chefes do exército estavam sentados ali; e ele disse: chefe, tenho uma Palavra para dize-lo. E Jeú perguntou: A qual de todos nós? Respondeu ele: A ti, chefe! Então[Jeú] se levantou, e entrou na casa; e o [mancebo] derramou-lhe o azeite sobre a cabeça, e disse-lhe: Assim diz o Senhor Deus de Israel: ungi-te rei sobre o povo do Senhor, sobre Israel». Amém! O que é isso? A Bíblia diz o jovem profeta. Assim os filhos de profetas são profetas, mas são a boca do profeta mensageiro vivo do seu tempo. [Ed: A congregação diz: « Amém! »].

11 Vocês veem? Ninguém pode servir Deus a menos que traga esta Mensagem! Pode ter centenas de profetas, outros que têm congregações, mas se forem do Senhor, no dia que encontrarão esta Mensagem, eles não se desviarão! Mesmo as duas pombas de Deus não faltaram de vir para mim! Da mesma maneira que os do diabo unem-se em uniões e federações de igrejas, os de Deus também unir-se-ão na Palavra do seu tempo porque no início era a Palavra e terão a mesma linguagem porque têm o mesmo Espírito. [Ed: A congregação diz: « Amém! »].

12 A segunda pergunta é: «Irmão Philippe, que deve fazer um irmão ou uma irmã que trabalha sobre um computador conectado à internet no seu serviço? »

13 Irmãos, eu não disse que não podemos usar a internet. E se no início eu disse que a internet podia servir-nos de caixa postal, e se tal for e permanece o que é para nós, é porque estamos no mundo sem ser do mundo como disse o Senhor. Estamos no mundo e é por isso que aceitamos trabalhar numa empresa e sobre um computador conectado à internet utilizando-o de maneira adequada. Assim, se puder assistir um jornal emitido pela televisão num amigo, sem que a vossa consciência seja afetada como diz Paulo para a carne sacrificada aos ídolos, não é um pecado ter uma televisão, mas apenas, você não pode ter televisão em sua casa e deixá-la aí, para todos, como numa casa pagã. [Ed: A congregação diz: « Amém! »].

14 Bem! Desejo falar agora do assunto: a ordem na Igreja. Mas retenham que aparentemente Efésios 4:11 fala de cinco ministérios e sempre pensei em cinco ministérios como vocês, mas no momento em que eu devo pregar sobre a ordem na Igreja, a revelação veio a mim porque eles são os ministérios que guardam a porta da Igreja e eu recebi que se tratavam de quatro ministérios e não cinco. Não é para perturbá-los, mas trata-se com efeito de quatro ministérios da Palavra e não cinco. Se acreditam nisso digam: amém! [Ed: A congregação diz: « Amém! »]. Obrigado! Irei, por conseguinte direto ao meu tema e se Deus permitir, retornarei para mostrar um pouco isso.

15 Sei que vocês não acreditam porque compreendem, mas vocês acreditam porque o profeta que Deus enviou disse. [Ed: A congregação diz: « Amém! »].

16 Retenham por conseguinte que não há cinco ministérios, mas quatro ministérios da Palavra que são: apóstolo, profeta, evangelista e doutor. Por conseguinte pastor não é um ministério da Palavra. [Ed: A congregação diz: « Amém! »]. Não é hoje, nem em 24 de abril de 1993 que acreditaram, nem por uma clara explicação, mas acreditaram no pensamento de Deus antes da fundação do mundo! E um filho da posteridade da serpente não pode imitar isso! É um dom de Deus, é por graça! E se Deus quiser, retornarei sobre isso no fim! O meu assunto esta noite é: a ordem na Igreja e na congregação.

17 E como o digo, o pastor é o servo dos quatro ministérios. O pastor, é uma simples responsabilidade confiada a um dos quatro ministérios. Pastor é uma simples responsabilidade na igreja como diácono e ancião. Pastor significa pastor. É o pastor e o guia das almas. Assim, quando os quatro ministérios não estão ali, o pastor tem todo poder e age no seu nome, mas logo que um dos quatro ministérios estiver aí, ele torna-se o mestre do pastor. É como um homem a quem confiam a guarda do vosso tesouro. Devem dar-lhe também as armas necessárias para a segurança do vosso tesouro. Assim, na ausência dos quatro ministérios, o pastor tem na congregação o poder que tem o profeta mensageiro sobre a terra. É assim que o Próprio Deus estabeleceu as coisas pela sua própria autoridade. Vocês veem?

18 Um ministério de pastor é mencionado em nenhum lugar no Novo Testamento e quando Jeremias fala de pastor, fala do conjunto de sacerdotes e não dum ministério específico. Vocês veem? E pode-se enviar um dos quatro ministérios em missão para visitar as congregações locais, mas não se pode enviar um pastor. São os quatro ministérios da Palavra que são missionários. Os quatro ministérios estão diretamente relacionados com a Palavra. O evangelista toma a Palavra e A espalha, o doutor toma a Palavra e explica ao povo, o profeta toma a Palavra e revela ao povo, o apóstolo toma a Palavra e vai fundar congregações. Mas o que é do pastor? O pastor não está vinculado a Palavra, mas é simplesmente um pastor, um guia. [Ed: A congregação diz: « Amém! »]. Os quatro ministérios da Palavra são os quatro evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João, são os quatro rios em Génesis, são os quatro querubins em torno do trono. Não há um quinto.

19 E se os quatro ministérios da Palavra forem os quatro querubins, ou seja, os quatro seres vivos; nós pensamos que esta revelação vai ajudar aqueles que pensam que uma mulher pode ter um ministério. [Ed: A congregação diz: « Amém! »].

20 E a pergunta que se põe frequentemente é: « qual é o meu ministério? » Vocês veem? O mais importante não é procurarmos saber se somos uma figueira, mas se produzimos frutos. As profecias podem designar um ministério, mas nada será mais credível e mais verdadeiro e em bênção para nós como o ministério que se manifesta claramente como, por exemplo, o do nosso Irmão Bitty a quem reconheci os ministérios de apóstolo e de evangelista e mais. Não é bom designar ministério que não está na maturidade ou que não é operacional a fim de evitar qualquer imitação.

21 O Pastor deve ser, portanto, capaz de regular todos os problemas dos homens na congregação e com toda doçura. Deve ser capaz de visitar e conhecer cada fiel pessoalmente. É o consolador e o recurso de toda a congregação.

22 Bem! Após o pastor, os anciãos! Os anciãos tratam dos assuntos que o pastor lhes confia. Eles são designados pelo pastor.

23 Agora, como alguém se torna pregador, pastor ou um dos quatro ministérios? É o pastor ou um dos quatro ministérios quem designa o pregador na congregação, mas é alguém que já pregava na rua ou que pregou na rua ou que era já pregador na congregação quando a Mensagem chegou ali. E a bênção e a vontade de Deus, não é que alguém que fale bem ou que é apresentável ou honroso vá pregar por toda a parte nas outras congregações, mas que um dos quatro ministérios o faça e é onde devemos chegar um dia. [Ed: A congregação diz: « Amém! »].

24 Gostaria de precisar que cada pastor deve ser reconhecido na congregação onde foi estabelecido. Para qualquer espécie de problema, é ao pastor que é necessário dirigir-se. Não a um outro ministério ou o profeta mensageiro, mas ao pastor. Pouco importa o problema. Os que vão ver o profeta mensageiro ou um dos quatro ministérios são os que o profeta mensageiro ou um dos ministérios desejam encontrar. Mesmo quando o pastor estiver indisponível, ele confiará a responsabilidade para uma outra pessoa. Pode-se ver mesmo lá um dos ministérios para um caso relativo à progressão da obra e, os anciãos primeiro estão melhor colocados para tal diligência. Vocês veem? Pode-se visitar os ministérios ou o profeta mensageiro e mesmo passar horas na sua companhia, mas os problemas, as ambições sociais, os projetos e outros, são o pastor. Independentemente do assunto, fora da compreensão da Palavra, é o pastor que é necessário ver. O pastor acompanhado dum outro ministério se lá tiver e se for conveniente ter.

25 Senão, o que passa além do pastor deve mostrar isto na Mensagem ou deve mostrar que o pastor é um incompetente ou que as explicações do pastor sobre a compreensão da Palavra não o convenceram. Saibam que quando Deus dá uma diretiva, são livres de passar além e terão o coração satisfeito, mas não a realização de Deus. No vosso orgulho e no vosso espírito altivo, podem seguir a vossa própria via, mas Deus ouvi-los-á apenas se seguirem o Seu caminho. Se não estiverem prontos para se humilharem como Naamã, fariam melhor se permanecessem na Síria! [Ed: A congregação diz: « Amém! »].

26 E se os fiéis de uma congregação verem a incapacidade ou o desvio do seu pastor no que diz respeito à Palavra, os anciãos desta congregação advertirão, não o pastor de uma outra congregação, mas um dos apóstolos, tanto estes apóstolos escutem o pastor como não, eles podem decidir do seu caso e ele é obrigado a aceitar isso.

27 Mas numa congregação fixa, há o pastor, os anciãos, os diáconos para o serviço de ordem, os administradores para a tesouraria, assim sucessivamente... E todos são designados só pelo pastor, mas a sua revogação deve ser sugerida pelo pastor e decidida pela congregação. Preciso que, dentre os quatro ministérios, aquele que aceitou ser pastor não tem mais os seus direitos de evangelista, de doutor, de apóstolo e de profeta até deixar a responsabilidade de pastor.

28 E saibam que numa congregação todos os que têm uma responsabilidade são anciãos. São, portanto, anciãos os pregadores, os cantores, os diáconos e administradores e os que o pastor designou. Deve ter um porta-voz dos anciãos. O número de diáconos e dos administradores é de dois ou mais de acordo com a grandeza da congregação. Em uma congregação, eu não quero que tenha lá coisas como grupo coral, grupo de jovens, grupo étnico e outros… eu não quero estas coisas na Igreja do Senhor Jesus Cristo. [Ed: A congregação diz:  « Amém! » ].

29 Também, cada congregação é totalmente autônoma sobre todos os aspectos no que diz respeito a qualquer outra congregação. Mas uma congregação pode pedir ajuda a uma outra congregação. [Ed: A congregação diz: « Amém! »].

30 Em relação ao desenrolar do culto … no início do culto, o dirigente vem… em seguida a oração global em seguida a confissão pública. Em seguida, pode-se ler um versículo da Mensagem e comentá-lo brevemente antes do louvor. Assim, depois da confissão pública e os testemunhos, a adoração seguidamente o louvor e passa-se a pregação.

31 Na ausência do profeta mensageiro, para conhecer a vontade de Deus, os quatro ministérios e os pastores e os que têm os dons de Espírito e as visões poderão reencontrar-se em momentos de retiro ou de jejuns e orações sob a direção dos ministérios reconhecidos.

32 E se uma congregação quiser organizar uma vigília de oração com ou sem santa Ceia, pode fazê-lo e todos os que o podem nas outras congregações virão e a partir do próximo ano é o que eu desejo que façamos. [Ed: A congregação diz: « Amém! »].

33 Que Deus vos abençoe! Agora por quê eu disse que havia apenas quatro ministérios da Palavra? É uma nova revelação e uma nova revelação necessita muito mais luz para o povo de Deus. Nem o vi nem ouvi em algum lugar, mas o recebi há dois dias. Há, portanto, três dias, não o sabia assim e nunca me pus a perguntar sobre isso, como geralmente. Se o homem pudesse reconhecer o lugar de Deus e simplesmente deixá-Lo interpretar a Sua Palavra, não haveria nenhuma discussão e nenhuma falsa doutrina sobre a terra. A verdade nunca sairá de um debate ou numa discussão sobre a Palavra, mas a verdade que vem de Deus, vem sempre por revelação espiritual. [Ed: A congregação diz: « Amém!»]. Quando Pedro disse que: “tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”, Ele disse que não é a carne e o sangue que revelou aquilo, mas meu Pai que está no Céu te revelou. E sobre a revelação espiritual, construirei a minha Igreja.

34 E em uma geração, só Deus é o intérprete da sua Palavra através do profeta mensageiro vivo dessa geração. [Ed: A congregação diz: « Amém! »].

35 Bem! Não é para estar em desacordo com as pessoas ou para fazer uma nova doutrina, mas realmente, não há cinco ministérios da Palavra senão quatro. Há apenas quatro ministérios que dão autoridade a um deles e que lhe instituem pastor para velar e tomar cuidado das almas e este pastor tem também a capacidade de tomar cuidado das almas que é chamado pastor, senão, todos são pastores. Vocês veem?

36 Os apóstolos têm a capacidade de evangelizar, de reunir, de pastar… são, portanto, evangelistas e podem ser pastores. Os profetas quanto a eles são os pregadores cujas mensagens terão tendência a revelar mistérios na linha da Mensagem. Os doutores mostrarão pela Bíblia ou pela natureza, a profundidade e a veracidade da Mensagem. O evangelista tem como preocupação, a propagação da Mensagem e é isto que ele faz. Vocês veem? E qual lugar dão ao pastor na Palavra? Nenhum! Não há! O pastor não está vinculado diretamente à Palavra, mas é uma responsabilidade de pastor, de guia das almas. [Ed: A congregação diz: « Amém! »].

37 Mas o pastor ele mesmo é absolutamente um dos quatro principais ministérios da Palavra e tem a guarda das almas que os quatro adquiriram. Por conseguinte, um pastor é o apóstolo, profeta de Igreja, evangelista ou doutor. E muitas vezes quem está bem colocado para o ser, é um doutor; com o dom de exortação como faz tão bem o nosso amado Irmão Akobé. Vocês dizem: «Irmão Philippe, há cinco ministérios da Palavra! » Não irmãos, pastor é uma simples tarefa numa congregação como os diáconos e os anciãos. Ele visita as almas e regula os problemas para além do seu próprio ministério que é: apóstolo, doutor, evangelista ou profeta. Vocês veem?

38 Os quatro querubins de Gênesis que guardam o caminho da árvore da Vida são os quatro ministérios da Palavra. Os quatro satélites girando em volta do Júpiter são os quatro ministérios da Palavra. E Júpiter é simbolizado pela águia que é o profeta mensageiro. Os quatro chifres da arca da Aliança que guardam as mesas da lei são os quatro ministérios da Palavra que guardam a lei. Os quatro Evangelhos que são Mateus, Marcos, Lucas e João são os quatro ministérios da Palavra. Vocês veem?  Os quatro animais em Ezequiel e o resto do Antigo Testamento são os quatro ministérios que guardam a Palavra como também os quatro animais, os quatro querubins de Apocalipse 4:7 são os quatro ministérios da Palavra. Há quatro ministérios da Palavra, não cinco ministérios. Mesmo os quatro ramos do rio em Génesis 2:10 são os quatro ministérios da Palavra. [Ed: A congregação diz: « Amém! »]. Não se deve dirigir uma igreja como um chefe de aldeia, mas por um dos quatro ministérios da Palavra, e uma verdadeira Igreja necessita destes quatro ministérios. Se você for uma igreja dirigida por um único ministério, é como uma pessoa cheia de cálcio. Você está cheio de cálcio, você está doente. Vocês veem? Mas você precisa dos quatro ministérios e então você é uma igreja equilibrada. [Ed: A congregação diz: « Amém! »].

39 Não há, portanto, um ministério da Palavra que se chama pastor. Pastor é simplesmente uma responsabilidade na congregação como diácono e ancião. Um doutor pode ser pastor, um evangelista pode ser pastor, um profeta de Igreja pode ser pastor, um apóstolo pode ser pastor como foi Pedro e vocês veem que é uma simples responsabilidade que o Senhor lhe confiou. E que o que pode compreender, compreenda!