Aller en haut de page

Notícias

DEFESA DE ALEGAÇÃO DO PROFETA KACOU PHILIPPE PARA A COSTA DO MARFIM

JULGAMENTO DO PROFETA KACOU PHILIPPE

REAÇÕES DA IMPRENSA 1/2

(Soir Info N.6497 de 04 & 05/06/2016)

 

 

JULGAMENTO DO PROFETA KACOU PHILIPPE

REAÇÕES DA IMPRENSA 2/2

(LE NOUVEAU COURRIER N.1446 de 06/06/2016)

 

DEFESA DE ALEGAÇÃO DO PROFETA KACOU PHILIPPE PARA A COSTA DO MARFIM

 

O Profeta Kacou Philippe foi detido pelos serviços nacionais de informações da Costa do Marfim na sexta-feira, 13 de de Maio, 2016.

Por trás desta detenção: as igrejas evangélicas da Costa do Marfim. Em vez de organizarem um debate ao vivo ou uma confrontação. Um assunto puramente religioso é levado ao tribunal. E o Profeta é acusado de : desafiar a autoridade pública, de incitamento ao ódio religioso e radicalismo religioso.

Ele passou 5 dias na brigada dos serviços de informações. Dali, ele foi transferido para o DITT (polícia de segurança informática) , um outro ramo da polícia. Depois das interrogações, na noite de 18 de Maio de 2016, ele foi transferido para o porão das esquadras da polícia em Plateau onde ele passa as noites mais difíceis da sua vida, com a chegada de centenas de pessoas que tinham sido capturados pela polícia.

Na sexta-feira, 20 de Maio, 2016, ele é transferido para o escritório do acusador. Dali, ele é colocado sob um mandato de captura e é transferido para o MACA, a maior prisão de Abidjan com uma acusação : "incitamento a ódio religioso". Na sexta-feira, 3 de Junho, ele aparece diante do tribunal de primeira instância de Abidjan. Além do juiz e o procurador da República, as igrejas tiveram dois advogados (Um na sexta-feira e o outro na segunda-feira). O Profeta estava sozinho, sem advogado. Por mais de uma hora, eles tentaram encurralar o Profeta Kacou sem sucesso. No fim do julgamento, o Acusador Yéo sugeriu uma sentença de 10 anos de prisão porque o Profeta diz que ele é o único Profeta verdadeiro de Deus na terra e que uma mulher não deve pregar numa igreja. "Como isso incomoda por muito tempo visto que ele não obriga alguém a crê nele?" A multidão questiona-se.  No anúncio da sentença de 10 anos, alguns membros das igrejas evangélicas estavam dançando em frente do tribunal, insultando o Profeta que estava algemado. Mesmo muçulmanos estavam espantados.

Pelo menos, eles todos concordam que o Profeta Kacou Philippe fez nada de errado mas é por causa dos seus fiéis que supostamente fizeram caricaturas na internet ao responderem uma mulher que chamou o Profeta Kacou Philippe de um "Boko Haram espiritual". Mas o juiz, no entanto ele mesmo um muçulmano, tomou o veredicto sob deliberação para segunda-feira, 6 de Junho, 2016.

Na segunda-feira, 6 de Junho, o Profeta é condenado a um ano de prisão e 5 anos de privação dos seus direitos. Mas uma pergunta ainda permanece sem resposta: "Ele fez o quê?". Nada. Vamos anotar de que a Mensagem do Profeta Kacou Philippe tem mais de 20 igrejas em alguns países como Congo Kinshasa e Angola. Mais de 10 igrejas nos Camarões, Gabão, Brazil...

O Profeta Kacou informou às organizações dos direitos humanos e a todos aqueles que tinham que ter um coração para a verdade, mas nada foi feito. Nenhum povo religioso. Para um assunto religioso, a Costa do Marfim, que se chama ela mesma de um pais laico, devia simplesmente dizer: " Como não há luta e é um mero assunto a volta de : "Mulher deve pregar" , "Mulher não deve pregar", vão resolvê-lo em paz." Costa do Marfim laica devia dizer: " Vocês podem organizar um debate televisivo e veremos quem está certo. Não é um assunto para o tribunal. Embora os seus fiéis não se comportaram corretamente, será que vocês lhe informaram sobre isto e ele não deu ouvido a vocês?". Se meu filho sujar a parede do meu vizinho, será que é no tribunal, com algemas a volta dos meus pulsos que eu devo ser informado sobre o que meu filho fez? Foi com algemas a volta dos seus pulsos que o Profeta Kacou Philippe apercebeu-se que seus fiéis supostamente insultaram alguns cristãos na internet e que ele merece 10 anos na prisão. O Mestre Jesus Cristo Ele mesmo foi chamado "Belzebus" mas ele não chamou os soldados romanos.

E para o julgamento, o tribunal escolheu o maior acusador Yéo ele mesmo. Antes do julgamento começar, eles ordenaram para que cada telemóvel fosse desligado. E o juiz, e o acusador, e o advogado atacaram o Profeta. E ele foi pedido para não usar versículos da Bíblia porque estavam no tribunal e não na igreja. Ele quase que não foi dado o lugar para falar.

Das informações nacionais ao tribunal, pela DITT (polícia de segurança informática), foi a mesma coisa. Na DITT, ele não teve o direito de ser assistido por alguém enquanto o relatório permitiu-lhe a ser assistido por um advogado, um parente ou um amigo. O profeta disse : "Eles enxotaram o Sr. Koné que estava lá para me apoiar como um amigo. Não me foi permitido ter uma esferográfica. Me foi dito que estava em harmonia com o código de processo criminal."

E até agora, todos os da Costa Marfim estão olhando para esta coisa maldosa sem fazerem nada. Que significa que é o consentimento de todos os da Costa do Marfim.

 

Apóstolo Martin Aman

 (+225) 08000789 - 01195181
(+225) 01198636 - 01191935